quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Transmissão ao vivo do "Conhecendo a Profissão", hoje a partir das 19hs

Hoje, 21/09, o grupo Publicitários de Elite, uma organização estudantil formada por discentes do curso de Publicidade e Propaganda da UCSal, apresenta o último dia do evento "Conhecendo a Profissão".
Em sua segunda edição, o Conhecendo a Profissão 2011 traz como tema Redes Sociais. O evento tem o formato Talk show, atendendo a necessidade de tratar o assunto de uma maneira dinâmica, onde além de conhecimento, os participantes podem interagir com os convidados em um ambiente agradável e seguro.
O evento acontece no Café Primaz+ Cultura, no bairro do Garcia.
 
Acesse o site do Conhecendo a Profissão e saiba mais.
 
Programação de hoje:
- Daniela Matheus - Publicitária, Agência 2 interativa (As agências e as Redes Sociais)
- Jefferson Beltrão - Radialista da CBN, Jornalista e Apresentador do BA TV da Rede Bahia (TV e Redes Sociais)
- Naldão Animal - Radialista da Piatã FM (Rádio e Redes Sociais)
- Cantora Ana Mametto (Entretenimentos dos artistas nas Redes Sociais)

Read more...

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Abaixo-assinado de cidadãos em apoio às PEC's do diploma de jornalista

Para: Deputados e Senadores

Nós, cidadãos abaixo assinados, expressamos nosso apoio às Propostas de Emendas à Constituição que tramitam na Câmara dos Deputados e no Senado Federal, restabelecendo a exigência do curso superior específico de jornalismo para o exercício da profissão de jornalista.
A PEC 33/2009, de autoria do senador Antônio Carlos Valadares e relatoria do senador Inácio Arruda, e a PEC 386/2009, de autoria do deputado Paulo Pimenta e relatoria do deputado Maurício Rands, por um lado resgatam a dignidade dos jornalistas brasileiros e contribuem para a garantia do jornalismo de qualidade.
Por outro lado, as PECs estabelecem o local adequado para a discussão extemporânea, promovida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) que, a serviço das grandes empresas de comunicação do país, prestou um desserviço à sociedade brasileira ao desregulamentar a profissão de jornalista.
O parlamento brasileiro responde adequadamente, sintonizado com a opinião pública, a um processo de judicialização da vida nacional, com caráter nitidamente conservador.
Nós, cidadãos abaixo assinados, apostamos na independência e na vocação democrática do parlamento para reverter uma decisão nitidamente obscurantista do STF, que tem como único objetivo atingir a profissão de jornalista e a sua capacidade de expressar a liberdade de expressão prevista na Constituição Brasileira.
Pela votação imediata das emendas.

Clique no link e assine! http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2011N8603

Acesse o site da FENAJ.

Read more...

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Faculdade discute o Diploma de Jornalista

Estudantes e profissionais debatem a importância do diploma para o futuro da profissão


O curso de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo da Estácio FIB promove um debate sobre a importância do diploma para o exercício da profissão.

O debate conta com a participação da presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA) e repórter do jornal A Tarde, Marjorie Moura, e acontece na próxima quinta-feira (8), às 19 horas, no campus Gilberto Gil.

A profissão de jornalista foi regulamentada no Brasil em 1938 e 71 anos depois a obrigatoriedade do diploma foi derrubada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em 17 de junho de 2009. Há no Congresso Nacional um movimento para a criação de uma Emenda Constitucional que retome a exigência do diploma de jornalista para o exercício da profissão.

O debate na Estácio FIB é aberto ao público, inclusive para alunos de outras faculdades, e faz parte das comemorações do Dia da Imprensa (10 de setembro), data de fundação do primeiro jornal do Brasil: a Gazeta do Rio de Janeiro (1808).

Segundo a coordenadora do curso de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo da Estácio FIB, Antoniella Devanier, “essa é uma boa oportunidade também para os estudantes de Ensino Médio que desejem saber mais sobre o diploma de Jornalismo”.

A popularização da internet e o crescimento do jornalismo digital criam novas oportunidades para os jornalistas. “Na prática, não vem ocorrendo a desvalorização do diploma, pois os jornalistas com graduação superior têm maiores condições de interagir com o mercado e realizar um trabalho de qualidade”, afirma a coordenadora.

Os interessados em participar do evento devem realizar inscrição no Núcleo de Extensão, no térreo do Campus Gilberto Gil. A inscrição do público externo deve ser feita no dia do evento. Todos os participantes receberão certificado comprovando as cinco horas de atividades complementares.

SERVIÇO:
Local: Biblioteca, G4 - Campus Gilberto Gil.
Data: 08 de setembro
Horário: 19h
Saiba mais em www.estacio.br.

Read more...

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Festa do Meio - I Virada Cultural da Ilha de Itaparica

Em sua terceira edição, a Festa do Meio oferece um formato intenso com diversas manifestações culturais. O evento realizado na Ilha de Itaparica, será um ótima oportunidade para quem é ávido por cultura, já que, a proposta é a realização de uma Virada Cultural, o primeiro evento neste formato na Bahia.

Um verdadeiro caldeirão, com música (samba-de-roda, chula, rock and roll, frevo, jazz, surf music, rockabilly, reggae, chorinho, black music, samba-rock, blues, hip hop, rap, samba, música eletrônica, MPB e forró pé de serra), gastronomia, artesanato, poesia, capoeira e teatro de rua, distribuidos em mais de 30 horas de festa.

Os municípios de Santo Amaro, Vera Cruz, Juazeiro, Senhor do Bomfim, Bom Jesus da Lapa e Salvador, além dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Pernambuco e Sergipe, serão representados por seus artistas. O setor hoteleiro e o comércio local, já vislumbram a alta com a invasão turística, alavancando a economia da charmosa Ilha de Itaparica.

Grupos culturais da própria localidade, que trabalham com o resgate e preservação do patrimônio da Ilha de Itaparica, estarão presentes em espaços destinados à confecção e venda de produtos artesanais, apresentando as comidas típicas e realizando campanha em prol do desenvolvimento sustentável. Como se não bastasse, haverá também uma tenda eletrônica com DJ's que prometem não deixar a peteca cair. Em resumo, promete.
_________________

LOCAL E DATA:

Dias 14 e 15 de outubro de 2011 – Praça de Mar Grande, Ilha de Itaparica.

ATRAÇÕES:

14 de outubro: Maviael Melo, Minho San Liver, Eduardo Alves, Chita Fina, Laurinha, Luciano Calazans, Manuca Almeida, Mensageiros do Vento, Zé da Mala, Dj Gug e Camisa de Vênus.

15 de outubro: Expresso 4, Sonekka, Tavito, Roberto Mendes, Morão di Privintina, Neto Lobo e a Cacimba, Retrofoguetes, A Volante do Sargento Bezerra, BaianaSystem, Versu2, Zé da Mala, Dj Gug


Vinícius Ribeiro

Read more...

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Jingle "EU SOU DA CIDADE"

Já estão abertas as inscrições para o vestibular 2012.1 da Faculdade da Cidade. E para encantar seus mais novos possíveis alunos, a faculdade resolveu criar um jingle que toca, a partir desta segunda-feira (22).
Este jingle é cantado por um dos melhores músicos da Bahia, o grande compositor Gerônimo. A letra da música que Gerônimo interpreta é de Bob Bastos.
Longe de parecer relacionada à faculdade, a letra diz:

Sinto a Brisa do mar na pele
Ao entardecer...
E tenho o maior orgulho
De poder crescer...

Com essa gente guerreira de raça
Que ganha à vida com muito suor...

Estudante, ambulante
Doutor, vendedor,
Maria, Cristina, Nestor...

Um cafezinho na praça
Puxa um bate papo com o camelô
E o forte São Marcelo
Traz o Por do sol que Deus Abençoou

Sou Tradição na Cidade êê...
No coração da cidade
Quero de felicidade dizer...

Sou aluno da Cidade êê...
No coração da Cidade
Quero de felicidade dizer...
Que eu sou da Cidade...

Para quem ainda não conhece a estrutura de ensino da Faculdade da Cidade do Salvador, é melhor continuar pensando que “A Cidade” citada na música é Salvador da Bahia. Esta sim, tem muito a ver com a letra de Bob Bastos.

Para ouvir a música, acesse o site da faculdade.

Luciano Barreto.

Read more...

EVENTO: Conhecendo a Profissão 2011

Com formato talk show, o Conhecendo a Profissão 2011 possibilitará a interação entre estudantes e profissionais de várias áreas na discussão sobre os desafios e impactos das mídias sociais. As inscrições são limitadas!

Acesse o site: www.conhecendoaprofissao.com

PROGRAMAÇÃO:
Workshop 19/09 – 19:00 as 21:00
Estratégias de Comunicação no Facebook
Com: Priscila Muniz

Talk Show 20/09 – 19:00 as 21:30
Abertura: Dom Murilo Sebastião Ramos Krieger, SCJ Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil (A importância das comunicações nas redes sociais)

Professor José Carlos Almeida da Silva, Reitor Universidade Católica do Salvador

Thiago Falção -  PhD · Comunicação e Cultura Contemporâneas - Cibercultura
(Comunicação Digital e Redes Sociais)

Pedro Cordier
Creative Technologist da Agência Única.
"Case Tweetdoor"

Talk Show 21/09 - 19:00 as 21:30
Jefferson Beltrão - Radialista da CBN, Jornalista e Apresentador do BA TV da Rede Bahia (TV e Redes Sociais)

Naldão Animal - Radialista da Piatã FM (Rádio e Redes Sociais)

Cantora Ana Mametto (Entretenimentos dos artistas nas Redes Sociais)

LOCAL: Café Primaz
DATA: 19 a 21 de Setembro
INFORMAÇÕES: 71 9224-8552

Read more...

sábado, 6 de agosto de 2011

Observatórios de Mídia e Direitos Humanos se reúnem na Bahia

É comum ligar a TV no horário do almoço e assistir negros, jovens, mulheres, homossexuais, pessoas com deficiência – sempre pobres – tendo sua identidade ridicularizada e diminuída em programas classificados como jornalísticos.  Para discutir questões como essas, dia 11 de agosto (quinta-feira), a partir das 09h, acontecerá o Seminário Observatórios de Mídia e Direitos Humanos, no auditório da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (Facom/UFBA), em Ondina.

O Seminário tem como objetivo discutir metodologias de monitoramento de mídia, além de processos de mobilização e encaminhamentos legais dos dados gerados pelos observatórios de mídia de todo o país. A programação do Seminário conta com Edgard Rebouças, professor e coordenador do Observatório de Mídia Regional da Universidade Federal do Espírito Santo; Adriano Guerra, jornalista e membro da Rede ANDI Brasil; Ivan Moraes, jornalista e membro do Centro de Cultura Luiz Freire de Pernambuco; do Secretário Estadual de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Almiro Sena;  o Secretário Estadual de Comunicação, Robinson Almeida; além de Giovandro Ferreira, professor e diretor da Faculdade de Comunicação; Daniella Rocha, jornalista e gestora da CIPÓ – Comunicação Interativa e Pedro Caribé, jornalista e membro do Intervozes.

Durante o Seminário será lançado da pesquisa em “A Construção da violência na televisão da Bahia” em formato multimídia em CdRom e em Livro, editado pela Edufba. A pesquisa foi produzida opelo Observatório de Mídia e Direitos Humanos da Bahia. A pesquisa analisou a violação de direitos humanos na mídia televisiva, tendo como objeto de estudo os programas Se Liga Bocão (TV Itapoan, afiliada da TV Record) e “Na Mira” (TV Aratu, afiliada do SBT).

Observatório na Bahia – Iniciado em junho de 2009, o Observatório de Mídia e Direitos Humanos na Bahia foi criado para ampliar e tornar visível a pauta dos direitos humanos no estado. O Observatório fortalece e articula a sociedade civil em torno dos direitos humanos e das políticas públicas de comunicação. Atua em duas frentes: (1) monitoramentos e análises sobre violação de direitos humanos por produtos midiáticos impressos e eletrônicos; e o encaminhamento dos dados e denúncias para movimentos sociais e órgãos competentes. (2) mobilização da sociedade civil - a partir da atuação em espaços de democracia participativa, como Conselhos de Direitos, Redes, Fóruns e Grupos de Trabalho - para incidir sobre o Poder Público na elaboração e implementação de políticas públicas de comunicação no estado.

O Observatório faz parte do Centro de Comunicação, Democracia e Cidadania (CCDC), órgão complementar da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia. O projeto é realizado através de uma parceria entre a CIPÓ – Comunicação Interativa, a Facom/UFBA e o Intervozes - Coletivo Brasil de Comunicação Social e tem a FordFundation como parceiro financiador.


Serviço:
Data: 11 de agosto de 2011
Horário: 9h às 18h
Local: Faculdade de Comunicação da UFBA (Rua Barão de Geremoabo, s/n, Ondina, Salvador -3283-6191)
Gratuito . Certificado de extensão: 8 horas

Mais informações:
 
Fernanda Pimenta – 3503-4477 | fernandapimenta@cipo.org.br

Read more...

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Conexão VIVO desembarca em Salvador com 55 atrações

De 11 a 14 de agosto, Pituba será palco de grandes encontros

Com a missão de conectar artistas e valorizar a riqueza da cultura do país, a próxima temporada de shows do Conexão Vivo acontece de 11 a 14 de agosto. O programa contará com a participação de 55 artistas de oito estados brasileiros, além de uma atração internacional.
Quem abre o circuito na Praia da Pituba, na quinta-feira (11), é a cantora paraense Juliana Sinimbú, que traz como convidado o conterrâneo Felipe Cordeiro, representante da nova geração de artistas dedicados aos ritmos amazônicos como o carimbó e a lambada.

Alguns dos mais bem-sucedidos encontros da edição belo-horizontina do Conexão Vivo, realizada entre abril e maio deste ano, se repetem na temporada baiana. É o caso da dobradinha entre Black Sonora (MG) e o “imorrível” Di Melo (PE), com um show suingado, dedicado à música negra e ao soul brasileiro; da parceria entre o instrumental de Juarez Maciel e Grupo Muda (MG) e a guitarra de Edgard Scandurra (SP), um dos mais celebrados em seu instrumento no país; e ainda do mestre do samba-rock Marku Ribas (MG) com Zérró Santos (SP), para uma mistura de ritmos caribenhos e jazzísticos.



Reencontram-se também o virtuosismo violonístico de Gilvan de Oliveira (MG) com o ícone dos trios elétricos Armandinho (BA), antecipando a pegada roqueira dos inquietos e irreverentes uberlandenses do grupo Porcas Borboletas (MG) com o titânico Paulo Miklos (SP). Para encerrar a noite, o pernambucano Ortinho (PE) recebe a lendária guitarra de Pepeu Gomes (BA) para uma canja luxuosa.



Na sexta-feira (12), a largada se dá com o encontro dos paraibanos Babilak Bah, radicado em Minas Gerais, e Chico Correa para um dueto de enxadas, tambores e sopros, em fusão eletrônica. Iva Rothe (PA) e os sotaques das mulheres paraenses se juntam ao compositor de clássicos do carnaval de Salvador Gerônimo Santana (BA).

O terceiro show da noite vem carregado da presença das mulheres do Três na Folia - Cláudia Cunha, Manuela Rodrigues e Sandra Simões (BA), seguido por outro encontro feminino da baiana Márcia Castro e suas convidadas Mariella Santiago (BA), Mariana Aydar (SP) e a cantora internacional Mayra Andrade, de Cabo Verde.

O requinte característico da escola harmônica mineira de Pedro Morais se reúne à banda Maglore (BA). Para fechar a noite com muito embalo, o reverenciado cantor pernambucano Lenine (PE) sobe ao palco após a performance sempre marcante da diva paraense do tecnomelody, Gaby Amarantos.

As 27 atrações do fim de semana, começam com o som do sertão do grupo baiano Sertanília que traz como convidados os ex-integrantes da banda Cordel do Fogo Encantado, Nego Henrique e Emerson Calado (PE), no sábado (13). Dos baixos do viaduto Santa Teresa, um dos principais marcos arquitetônicos de Belo Horizonte, o projeto Família de Rua na Estrada apresenta o Duelo de MC´s (estado), com o improviso dos vocalistas do hip hop. Em seguida, Alisson Menezes e a Catrupia (BA) recebem Paulo Monarco (MT) e Maviael Melo (BA) para uma celebração embalada pelo reisado, o coco, o maracatu, o samba de roda, a poesia e os cordéis.

O quarto show da noite reúne a delicadeza desconcertante da compositora Érika Machado (MG) à inquietação da cantora Rebeca Matta (BA), passando pela música eletrônica, o rock e a MPB. A gafieira do Senta a Pua! (MG) divide o palco com a ousadia e o suingue da diva black Elza Soares (RJ) e o respeitado instrumentista Eduardo Neves (RJ).

O Samba do Compositor (MG) abre alas para o samba do recôncavo de Mariene de Castro (BA), numa festa embalada pelo samba-de-roda que prepara o terreno para o grande momento da noite, com a primeira apresentação do grupo A Cor do Som (BA) na retomada de sua formação original, de 1977, que reaviva um momento marcante da música brasileira.


O grupo percussivo Mundo Novo (BA) recebe o ícone da bateria Wilson das Neves (RJ) na abertura da programação de domingo (14), antecedendo o encontro entre os baianos Peu Meurray e Magary. A atração seguinte é Manuela Rodrigues (BA), que convida Romulo Fróes (SP), um dos nomes mais celebrados da nova geração de compositores e um de seus parceiros no seu segundo álbum, Uma Outra Qualquer Por Aí.


Gustavo Maguá (MG) recebe o vocalista do Clube do Balanço, Marco Mattoli (SP), um dos maiores responsáveis pela reabilitação e a renovação do samba-rock nos anos 90. Com três décadas de carreira recém-completadas, o precursor do reggae mineiro Celso Moretti (MG) encontra o ícone nacional do gênero, Edson Gomes (BA). Para encerrar o circuito de shows na Pituba, um pouco mais cedo que nos demais dias, Lenine sobe novamente ao palco, dessa vez a convite do cantor e compositor Flávio Renegado (MG) e sua contagiante mistura de rap, samba e pop.


Programação continua na Bahia

A etapa do Conexão Vivo na Pituba é só o primeiro passo de uma ação contínua de projetos e eventos previstos para 2011. A capital volta a ser palco do programa entre 16 e 18 de setembro, com cerca de 40 atrações no Pelourinho.
Ainda em agosto, Itabuna, abre dias 26 e 27, as atividades no interior baiano, que se estendem em setembro a Feira de Santana (2 e 3) e Vitória da Conquista (9 e 10) e em outubro a Juazeiro (21 e 22).
Em paralelo, artistas e gestores patrocinados pelo programa percorrem as cinco cidades da edição baiana com uma intensa programação de oficinas, workshops, debates e palestras, nas 31 atividades que integram o ciclo de ações formativas.




 















Fonte: Site Conexão Vivo.

Read more...

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Alunos assistem aula de Oficina de Impresso I

Cerca de 20 alunos do terceiro semestre do Curso de Jornalismo (Noturno) compareceu à Faculdade da Cidade na noite desta segunda-feira, dia 1° de agosto (Veja fotos na página da Turma da Faculdade no Facebook). A aula que seria ministrada pela professora Nádya Argôlo, na sala 504, do Edifício Bradesco foi transferida para o Laboratório de Computação Gráfica do Edifício Nobre para que os universitários pudessem utilizar os equipamentos de informática.
Nesse primeiro encontro a mestra detalhou sobre os aspectos gráficos dos jornais A Tarde, Correio e Tribuna da Bahia passando informações sobre manchetes, títulos, sub títulos, intertítulos, fotografias, legendas e ainda sobre a estética e diagramação dos jornais. Na oportunidade Nádya destacou que a leitura é fundamental para quem escolhe ser jornalista. “Leiam jornais, revistas e livros porque quem lê terá condições de escrever com clareza, objetividade, coerência e concisão”.

Nádya Argolo.

Read more...

terça-feira, 26 de julho de 2011

Semana de Abre Aulas

Cerca de 50 alunos dos cursos de jornalismo e publicidade participaram do segundo dia da Semana de Abre Aulas da Faculdade da Cidade do Salvador.
Os professores Nádya Argolo e Isaac Donato foram os palestrantes da noite.

Com assuntos direcionados aos novos alunos, Nádya falou sobre a importância da preferência do curso de Jornalismo. Discorreu com brevidade sobre a sua carreira de jornalista e a importância da profissão na vida de quem escolhe exercê-la. Comentou ainda sobre o trabalho feito no último carnaval, no qual, alunos de comunicação da FCS e FTC participaram da cobertura através do blog Carnaval na Cidade.
Nádya convidou o advogado e aluno de jornalismo Valci Barreto (4º semestre) para depor sobre a escolha desta segunda profissão. “Sou de Jaguaquara/BA, cidade do renomado jornalista político Joaquim Nery. Desde menino sempre fui destaque entre meus amigos, e muitos diziam que eu tinha jeito de jornalista porque sempre gostei de ler, escrever e principalmente observar as coisas”, disse Valci, que ainda enfatizou alguns exemplos sobre a remota polêmica do diploma de Jornalista.

O professor Isaac falou sobre a Agência da Cidade (Comunicação Integrada), projeto pelo qual é idealizador e responsável. Ele explicou a importância do projeto para cada aluno. Disse que através da Agência da Cidade o aluno abre espaço no mundo da comunicação, sendo, inclusive, direcionado ao concorrido mercado de trabalho. O professor ainda citou nomes de alunos que já tiveram tal sorte.
Isaac também lembrou outros projetos importantes como o Prêmio Vaga-lume e Cantando de Galo, além dos Cursos de Extensão que a Faculdade da Cidade oferece.
Alunos como Sergio Monteiro, Zan Ferreira e Mara Rúbia, foram os convidados pelo professor para falar da Agencia, e de acordo aos seus depoimentos, todos se mostraram felizes em fazer parte.

A Semana de Abre Aulas acontece até esta quarta-feira (27), e as aulas do 2º semestre de 2011 retornam a partir da quinta-feira seguinte.
Segundo a coordenadora do curso de comunicação social, Claudia Sisan, algumas mudanças foram precisas para este semestre. 

A imagem abaixo mostra o horário e as salas das matérias do 3º semestre de jornalismo. 
Maiores informações, procurem a coordenação.

Luciano Barreto.

Clique para visualizar melhor

Read more...

segunda-feira, 25 de julho de 2011

A letra "P" - Apenas a língua portuguesa nos permite escrever isso

Pedro Paulo Pereira Pinto, pequeno pintor português, pintava portas, paredes, portais... Porém, pediu para parar porque preferiu pintar panfletos.. Partindo para Piracicaba, pintou prateleiras para poder progredir.
Posteriormente, partiu para Pirapora... Pernoitando, prosseguiu para Paranavaí, pois pretendia praticar pinturas para pessoas pobres. Porém, pouco praticou, porque Padre Paulo pediu para pintar panelas, porém posteriormente pintou pratos para poder pagar promessas.
Pálido, porém personalizado, preferiu partir para Portugal para pedir permissão para papai para permanecer praticando pinturas, preferindo, portanto, Paris.
Partindo para Paris, passou pelos Pirenéus, pois pretendia pintá-los. Pareciam plácidos, porém, pesaroso, percebeu penhascos pedregosos, preferindo pintá-los parcialmente, pois perigosas pedras pareciam precipitar-se principalmente pelo Pico, porque pastores passavam pelas picadas para pedirem pousada, provocando provavelmente pequenas perfurações, pois, pelo passo percorriam, permanentemente, possantes potrancas.
Pisando Paris, pediu permissão para pintar palácios pomposos, procurando pontos pitorescos, pois, para pintar pobreza, precisaria percorrer pontos perigosos, pestilentos, perniciosos, preferindo Pedro Paulo precaver-se.
Profundas privações passou Pedro Paulo. Pensava poder prosseguir pintando, porém, pretas previsões passavam pelo pensamento, provocando profundos pesares, principalmente por pretender partir prontamente para Portugal. Povo previdente! Pensava Pedro Paulo... Preciso partir para Portugal porque pedem para prestigiar patrícios, pintando principais portos portugueses. – Paris! Paris! Proferiu Pedro Paulo.
Parto, porém penso pintá-la permanentemente, pois pretendo progredir. Pisando Portugal, Pedro Paulo procurou pelos pais, porém, papai Procópio partira para Província. Pedindo provisões, partiu prontamente, pois precisava pedir permissão para papai Procópio para prosseguir praticando pinturas.
Profundamente pálido, perfez percurso percorrido pelo pai. Pedindo permissão, penetrou pelo portão principal. Porém, papai Procópio puxando-o pelo pescoço proferiu: Pediste permissão para praticar pintura, porém, praticando, pintas pior. Primo Pinduca pintou perfeitamente prima Petúnia. Porque pintas porcarias? Papai – proferiu Pedro Paulo – pinto porque permitiste, porém, preferindo, poderei procurar profissão própria para poder provar perseverança, pois pretendo permanecer por Portugal.
Pegando Pedro Paulo pelo pulso, penetrou pelo patamar, procurando pelos pertences, partiu prontamente, pois pretendia pôr Pedro Paulo para praticar profissão perfeita: pedreiro! Passando pela ponte precisaram pescar para poderem prosseguir peregrinando.
Primeiro, pegaram peixes pequenos, porém, passando pouco prazo, pegaram pacus, piaparas, pirarucus.   Partindo pela picada próxima, pois pretendiam pernoitar pertinho, para procurar primo Péricles primeiro. Pisando por pedras pontudas, papai Procópio procurou Péricles, primo próximo, pedreiro profissional perfeito.
Poucas palavras proferiram, porém prometeu pagar pequena parcela para Péricles profissionalizar Pedro Paulo. Primeiramente Pedro Paulo pegava pedras, porém, Péricles pediu-lhe para pintar prédios, pois precisava pagar pintores práticos. Particularmente Pedro Paulo preferia pintar prédios. Pereceu pintando prédios para Péricles, pois precipitou-se pelas paredes pintadas. Pobre Pedro Paulo pereceu pintando...
Permita-me, pois, pedir perdão pela paciência, pois pretendo parar para pensar.... Para parar preciso pensar.

Pensei. Portanto, pronto pararei.

Fonte desconhecida.

Abaixo, um video clip de Protestos com P.
Assista:

Read more...

sexta-feira, 22 de julho de 2011

O novo fenômeno do Marketing Esportivo

O Brasil acompanha o surgimento de um novo fenômeno de mídia e um craque em campo. Com apenas dois anos de carreira profissional e 19 anos de idade, Neymar já coleciona prêmios e títulos, entre eles a importantíssima Libertadores da América, e a titularidade na seleção brasileira.

Alem de vitórias, o jogador tem aumentado consideravelmente a quantia gerada com sua imagem. Dono de um carisma que cai nas graças de adolescentes, seu visual excêntrico, frases de efeito e habilidade em campo, Neymar consegue atingir todo tipo de público, dos mais novos aos mais velhos, homens e mulheres.


Esta amplitude que Neymar atinge cai no gosto também das empresas que visam atingir um maior público ou rejuvenescer a imagem de sua marca. Hoje ele conta com nove patrocínios pessoais: Nike, Red Bull, Panasonic, Nextel, Ig, Tenys Baruel e mais recentemente: Ambev, Lupo e Ministério do Turismo. Com a Nike, por exemplo, seu contrato irá até 2022.


Apesar de toda fama no Brasil e o constante assédio de clubes europeus, Neymar ainda não tem o reconhecimento midiático fora do país. Se hoje ele ganha uma cifra considerável das empresas que o patrocinam, uma possível saída para a Europa aumentaria sua visibilidade e abririam melhores oportunidades.


Para a Copa 2014, com Neymar protagonista, deve-se ter um cuidado com a imagem do atleta. Se hoje, sem um evento esportivo mundial Neymar já conta com diversos patrocinadores, a aproximação das Olimpíadas de Londres e a Copa no Brasil, sua valorização pode ter efeito contrário.


Quem não se lembra de Ronadinho Gaúcho em 2006? No ano da Copa, Ronaldinho era rosto de mais de 20 produtos, deixando sua imagem desgastada, cansativa. Com a péssima campanha na Copa, o investimento em sua imagem não foi positivo no médio e longo prazo.


A grande difereça de Neymar é o staff que acompanha o jogador em todos os segmentos. A única preocupação do jogador é treinar e corresponder em campo, que fora dele, sua equipe dá conta. Destaque para o trabalho feito na internet. Twitter influente, site reformulado, grande interatividade com os fãs do jogador, estes fatores acabam agregando valor a sua imagem. Neymar está presente em todos os segmentos esportivos, e melhor ainda, com muita qualidade.


Dono da mídia esportiva, nove patrocínios e o maior salário do país, que juntos somam quase R$ 1,5 milhão por mês, dono da camisa 11 da seleção, presença garantina na próxima Copa e futuro pai,  atributos impensáveis para um garoto de apenas 19 anos. Após Ronaldo iniciar o desenvolvimento do marketing esportivo no futebol brasileiro, hoje, chegou a vez de Neymar Júnior.

Fonte: Yahoo Esportes.

Read more...

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Telejornalismo e o Consenso Fabricado


Tenho recebido muitos emails de alguns que insistem achar que, por gostar de ler, sou obrigado a decodificar os enormes textos que me mandam. Mas, nesta semana, um breve texto me chamou atenção, foi justamente sobre o assunto: Imparcialidade no Jornalismo.

Um email enviado por minha querida professora e jornalista renomada Nadya Argôlo, no qual havia um comentário do jornalista baiano Carlos Baqueiro, que dizia: “Aí está uma idéia do Jornalismo te TV, eles adoram fontes viciadas, mas não entendam viciadas em drogas, e sim, nas mesmas pessoas, aquelas que falam as mesmas coisas, coisas que todo mundo já sabe”.

Feliz com essa declaração óbvia de Baqueiro, lembrei da matéria A Arte da Imparcialidade Jornalística postada na edição 632 do Jornal Observatório da Imprensa, que pautava as redes sociais, a qual ressaltava os casos famosos de demissões que aconteceram devido à livre expressão no Twitter. Como a de Felipe Milanez, que era editor da revista National Geographic e foi demitido por criticar matéria da revista Veja, que faz parte do Grupo Abril, seu empregador.

Com essa e outras notícias parecidas, é possível acreditar que no meio jornalístico, a imparcialidade é subjetivo, especialmente quando falamos em mídia, comunicação. Subjetivo e impossível. Percebe-se que a imparcialidade está em xeque a cada palavra escrita, imagem ou argumento escolhido no ato de repassar a informação. Para os adeptos da filosofia, é oito ou oitenta, ser imparcial é pura utopia: existe parcialidade, sim, a cada etapa.

Alguns leigos ainda pensam que jornalistas possuem poderes e privilégios sobre os demais seres da raça humana, a verdade é que há limitações impostas em vários níveis, válidas não somente durante as horas de trabalho. Estou falando de supostas obrigações em tempo integral: de dilemas éticos por agir em prol da liberdade de outros enquanto no fundo sacrificamos a nossa.

É necessário saber que quando se envolve Imparcialidade, a verdade é que nem sempre podemos pressionar a tecla "Enter".

Infelizmente, não foi o que a entrevistadora abaixo fez. No vídeo ela mostra sua intensa parcialidade, ou seja, na entrevista é ela quem decide o que deve ser falado, exposto, apresentado, mostrado, oferecido aos seus consumidores. 

Acho que está na hora de explicar a esse povo que liberdade de imprensa não é o mesmo que liberdade de expressão. 

Luciano Barreto.

Read more...

sábado, 16 de julho de 2011

XI Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais


A cidade do Salvador foi escolhida para abrigar, pela primeira vez, o bianual e internacional Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais, este ano em sua décima primeira edição. Tendo como tema central as "Diversidades e (Des)Igualdades", o congresso reunirá nos dias 07, 08, 09 e 10 de agosto, na Reitoria da Universidade Federal da Bahia e nas unidades do Campus Ondina da UFBA (PAF), conferencistas de renome internacional, como o escritor moçambicano Mia Couto, profissionais e estudantes das áreas das Ciências Sociais, História, Africanidades, Lingüística, Literatura e áreas afins, de todo o mundo, que falem português.

Organizado por um comitê composto de pesquisadores de todas as universidades públicas da Bahia, com a coordenação do Centro de Estudos Afro-Orientais (CEAO) da Universidade Federal da Bahia, o XI Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais realizará conferências (ver programação abaixo), mesas coordenadas com especialistas, encontros paralelos e terá uma rica programação cultural, com lançamentos de livros e shows.

Eixos Temáticos

Durante os quatro dias do congresso, especialistas em Ciências Sociais e Humanidades de diversos países estarão reunidos para debater a diversidade e a complexidade de sociedades diferenciadas, nos mais variados aspectos, como é o caso dos países de língua portuguesa (Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tome e Príncipe e Timor Leste). Para isso, se utilizarão de atividades acadêmicas, culturais e institucionais, tendo como foco o intercâmbio de produção intelectual e o aprofundamento dos seus debates sobre identidade, processos educativos e diversidades culturais, direito, cidadania, sociabilidades plurais, patrimônios culturais, e outros temas relacionados.

O tema central, "Diversidades e (Des)Igualdades", terá suas questões discutidas em 11 eixos temáticos durante as mesas coordenadas, que tratarão de  “Identidades, poder e política no mundo luso-afro-brasileiro”, “Religiões e religiosidades: identidades e diversidades”, “Direitos e cidadanias: políticas públicas, educação, sustentabilidade e redes sociais”, “Cultura, sociabilidades e pluralismos culturais: interseções de gênero, classe, família, raça e etnia”, “Corpo, saúde e sexualidades”, “Patrimônios culturais: poder e memória”, ”Territorialidades e identidades: migrações, deslocamentos e diversidade cultural”, “Linguagens, literaturas e artes: diferenças e diversidades”, “Relações internacionais, Estado e pluralidade cultural: projetos, conflitos e conexões”, “Comunicação, ciência e tecnologia” e “Recursos naturais, campesinato e globalização: mobilização, conflitos e gestão”.

CONFERÊNCIAS
Conferência de Abertura - 07/08 - 18h - Salão Nobre da Reitoria da UFBA
"Longe das Guerras Santas: Histórias de Cooperação entre Muçulmanos e ‘Infiéis' na África Ocidental".
Paulo Farias - professor baiano, contemporâneo de Milton Santos, dedica-se há mais de trinta anos a decifrar os grandes enigmas das terras africanas. Hoje leciona na Universidade de Birmingham, Reino Unido, onde é também pesquisador do Centro de Estudos da África Ocidental.

Conferência - 08/08 - 18h - Auditório do Instituto de Letras - Lab Imagem / ao lado do PAF III
“Pesquisa e as Relações Sul-Sul”
Ebrima Sall, do Dakar, Senegal - secretário executivo do CODESRIA - Conselho para o Desenvolvimento da Pesquisa em Ciências Sociais em África, uma pan-africana com sede em Dacar, com estatuto diplomático.
  
Conferência - 08/08 – 19h30 - Salão Nobre da Reitoria da UFBA
“Envelhecimento Demográfico e Políticas Públicas - Uma Nova Crítica Sociológica da Ideologia do Envelhecimento Ativo”

Manuel Villaverde, da Universidade Nova de Lisboa, Portugal - Coordenador do Instituto do Envelhecimento da Universidade de Lisboa, já foi presidente do Conselho Científico do Instituto de Ciências Sociais, diretor da Biblioteca Nacional e vice-reitor da Universidade de Lisboa.

Conferência - 09/08 - 19h30 - Salão Nobre da Reitoria da UFBA
Crescimento Econômico e Desigualdade: As Novidades Pós Consenso de Washington”

Carlos Lopes,  da Guiné Bissau - sociólogo, Ph.D. em História pela Universidade de Paris-1 e especialista em desenvolvimento e planejamento estratégico. Trabalhou na ONU como economista do desenvolvimento e foi designado pelo secretário-geral da entidade, Kofi Annan, como representante do órgão no Brasil, onde acumula também as funções de representante-residente do PNUD - Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.

Conferência de encerramento - 20h - Teatro Castro Alves

“Um Mar Vivo: Como Jorge é Amado em África”

Mia Couto, escritor de Moçambique, que além de ser considerado um dos escritores mais importantes de seu país, é o escritor moçambicano mais traduzido. Na conferência Mia Couto fará uma leitura africana da obra de Jorge Amado, exatamente no dia do seu aniversário, quando o escritor baiano completaria 99 anos.

As inscrições para o XI Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais já estão encerradas. Estão sendo aceitos apenas participantes ouvintes. Informações adicionais podem ser encontradas no endereço eletrônico http://www.xiconlab.eventos.dype.com.br/


* Janaina Costa - Publicitária
Assessoria de Comunicação - XI CONLAB
(71) 88329352 | 3283-5521 | 32422811
* Doris Pinheiro - Jornalista
Assessoria de Comunicação - XI CONLAB
(71) 88965016 | 33352819 - doris.pinheiro@uol.com.br


Read more...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Blog's de Alunos

Você acha que o AUMENTO DAS MENSALIDADES na FCS condiz com a estrutura do curso que ela oferece?

Seguidores

Vamos jogar?




nível 0 -- o Computador é completamente tonto.
nível 1 -- O Computador é mais esperto.
nível 2 -- Você pode conseguir ganhar (somente se você começar).
nível 3 -- O Computador NÃO perde.

Postagens mais lidas no Blog

Divulgue este blog em seu site

Turma de Jornalismo da FCS

  © Blogger templates Newspaper III by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP